|||| Governo desconsidera Assembleia da República, não cumpre a lei da negociação e desvaloriza trabalho dos docentes portugueses

Governo desconsidera Assembleia da República, não cumpre a lei da negociação  e desvaloriza trabalho dos docentes portugueses

Governo desconsidera Assembleia da República, não cumpre a lei da negociação e desvaloriza trabalho dos docentes portugueses

7-3-2019

O Governo aprovou hoje o Decreto-Lei que determina a recuperação da parcela de 2 anos, 9 meses e 18 dias de todo o tempo de serviço que esteve congelado durante 9 anos, 4 meses e 2 dias.

Com esta decisão, o Governo desconsidera a Assembleia da República que tinha estabelecido em Lei do Orçamento de Estado que todo o tempo de serviço congelado deveria ser recuperado e que houvesse uma negociação sobre o prazo e o modo para a concretização dessa recuperação.

O Governo não cumpriu a lei da negociação, porque se limitou a impor a sua interpretação do que consta na Lei do Orçamento de Estado, recusando a discussão por um minuto que fosse de uma linha ao menos da proposta sindical.

Com esta decisão, o Governo desvaloriza e desconsidera todo o trabalho efetivo desenvolvido pelos docentes portugueses, anulando os seus efeitos no desenvolvimento da sua carreira.

Os educadores e professores portugueses não aceitam este tratamento iníquo a que o Governo os sujeita, quer em relação aos Trabalhadores das carreiras gerais da Administração Pública, quer em relação aos Docentes das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, uma vez que em relação a todos eles houve a recuperação integral do tempo de serviço congelado.

Neste quadro, a FNE convida todos os Docentes portugueses a participarem nas reuniões sindicais e na auscultação que vai ser lançada entre 11 e 20 de março próximos e ainda a mobilizarem-se para uma fortíssima participação na Manifestação Nacional de Professores do próximo dia 23 de março, em Lisboa.

 

Porto, 7 de março de 2019

A Comissão Executiva


Voltar

|||| Destaques

Jan 2019

Mais benefícios na saúde

Ler Mais
Ler Mais
FNE Online

Edição do jornal online FNE está disponível para consulta

Ler Mais
Negociação Formação Saúde Informação Social Cultural Jurídico