Questões?
Coloque-nos a sua questão

Ministro da Educação navega sem norte

Ministro da Educação navega sem norte

Nota de imprensa | 5.jan.2021

Verdadeiros problemas mantêm-se à vista de todos. Brandão Rodrigues, de forma altiva e irresponsável, assobia para o lado

O ministro da Educação apareceu no primeiro dia de arranque das atividades letivas do segundo período para anunciar o reforço da Internet nas Escolas, a ser implementada nas próximas semanas.

Na melhor das hipóteses, esta medida dará efeitos práticos no último período escolar.

Em primeiro lugar, esta intenção já devia estar implementada antes do início do ano escolar.

Em segundo lugar, reduzir as muitas fragilidades das escolas a esta questão é tentar esconder todos os outros múltiplos e graves problemas a que devia dar resposta e, por falta de ação e de jeito, não dá.

Em terceiro lugar, continua mudo e quedo sobre a problemática indefinição em que se mantêm os docentes de risco, sobre a clamorosa falta de professores nas escolas, sobre a grande sobrecarga de trabalho dos docentes, entre muitos outros constrangimentos que o SPZC oportunamente tem evidenciado. 

Já agora, e porque se relaciona com esta medida pomposamente apresentada, o que dizer da intenção de retirar os educadores de infância do Programa Nacional de Formação de Professores para a transição digital? Estes profissionais não são docentes? São ou não cruciais para a educação e a formação das crianças, numa idade tão sensível e importante do seu crescimento?

Por último, e não menos importante, não valorizou devidamente o enorme esforço dos professores e educadores em terem conseguido que o primeiro período escolar e letivo se tivesse desenrolado com sucesso.

Departamento de Informação do SPZC


Voltar
Negociação Formação Saúde Informação Social | Protocolos Cultural Jurídico