Questões?
Coloque-nos a sua questão

FNE saúda trabalhadores da educação neste regresso às aulas

FNE saúda trabalhadores da educação neste regresso às aulas

13-9-2022

No momento em que milhares de educadores e professores começam as atividades letivas deste novo ano escolar, a FNE envia-lhes uma forte saudação, com votos de bom trabalho.

Não precisamos de sublinhar a importância do trabalho que somos chamados a realizar todos os dias nas nossas escolas, mas sabemos que o temos feito e continuamos a fazer sem que sintamos que exista a adequada compreensão e respeito pela nossa ação profissional.

Começamos mais um ano com a consciência de que tem sido cada vez mais difícil ganhar novos professores e sobretudo garantir aqueles que são indispensáveis para que todos os alunos tenham todos os seus professores, do mesmo modo que o cansaço e a insatisfação são marcas cada vez mais importantes naqueles que se mantêm em atividade.

Deste modo, o que queremos transmitir neste momento é que estaremos todos os dias deste novo ano ao lado de todos os educadores e professores e que tudo faremos do que estiver ao nosso alcance para que se consigam as mudanças que são essenciais, em termos de valorização da carreira e das condições de trabalho.

É preciso eliminar tudo o que prejudica que a ação quotidiana de cada educador e professor seja centrada nas suas crianças e nos seus alunos, desde a carga burocrática inútil até um modelo de avaliação de desempenho que tarda em ser substituído, quer pelo mal-estar que provoca nas nossas escolas, quer pelas injustiças que o caracterizam.

É preciso que se acabe com a precariedade e com a ausência de apoios aos educadores e professores obrigados a deslocações enormes que se traduzem em despesas acrescidas que deveriam ser compensadas.

É preciso garantir que as atuais condições de perda do efetivo poder de compra causadas por uma inflação que tem estado todo o ano em crescimento são corrigidas por adequadas medidas de compensação que o Governo ainda não foi capaz de determinar.

Ao lado dos educadores e professores vão estar também milhares de técnicos superiores e especializados, assistentes técnicos e assistentes operacionais.

Temos bem consciência dos múltiplos fatores de insegurança, incerteza e desânimo que marcam negativamente as condições em que desenvolvem a sua atividade profissional, sendo nossa obrigação tudo fazer para que estas situações sejam corrigidas.

Por estas razões e por outras mais que são indispensáveis para a valorização dos que trabalham em educação, é que na FNE não daremos tréguas ao trabalho que for necessário para se garantir o reconhecimento do trabalho de educadores, professores e trabalhadores não docentes.

Bom ano de 2022/2023.


Voltar
Negociação Formação Saúde Informação Social | Protocolos Cultural Jurídico