Voltar

SPZC orientou seminário com futuros docentes

O auditório da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESECB), recebeu dia 16 de novembro um seminário intitulado “Educadores e Professores Precisam-se!”, promovido pelo SPZC.

Neste encontro destinado aos alunos dos cursos de ensino da ESECB foram apresentados e debatidos assuntos em torno da necessidade premente de dar resposta à falta de educadores e professores; as habilitações necessárias para abraçar a profissão; como e quando realizar a candidatura; os deveres e os direitos; a estrutura da carreira; a progressão; e os vencimentos.

Os últimos números vindos a público indicam que mais de metade dos docentes no ativo têm uma média de idades muito elevada, com 50 ou mais anos. Tal como sublinhou Carlos Costa, "os sucessivos responsáveis pela liderança do Governo e da pasta da Educação na última década e meia não têm tido o engenho e a arte para criar condições que colmatem essas falhas clamorosas". Mais ainda, até 2030, as projeções dos últimos estudos apontam para a necessidade de captar para a carreira cerca de 35 mil novos docentes.

Em contrapartida, o número de alunos que entram e concluem os cursos de ensino são reduzidos e insuficientes para colmatar essa saída em massa de profissionais do sector. Por ano, adianta o último documento do Conselho Nacional da Educação e da Universidade Nova sobre o assunto, saem 1500 diplomados.

Perante este contexto nefasto, não há volta a dar: “é preciso atrair e renovar o corpo docente", frisou Carlos Costa.


Voltar